publicado por adm | Sexta-feira, 30 Abril , 2010, 23:46

A História do Chá

 

Existem muitas lendas e mitos no que respeita à origem do chá.

A mais conhecida conta que a sua origem remonta desde há 5000 anos, na China, aquando do reinado do Imperador Sheng Nong, um governante justo e competente, amante das artes e da ciência e conhecido como o Curandeiro Divino.

O Imperador, preocupado com as epidemias que devastavam o Império do Meio, decretou um edital que exigia que todas as pessoas fervessem a água antes de a consumirem.

Certo dia, quando o governador chinês passeava pelos seus jardins, pediu aos seus servidores que lhe fervessem água, enquanto descansava debaixo da sombra de uma árvore. Enquanto esperava que a água arrefece-se, algumas folhas vindas de uns arbustos caíram dentro do seu copo, atribuindo à água uma tonalidade acastanhada.

O Imperador decidiu provar, surpreendendo-se com o sabor agradável. A partir deste momento ficou adepto do chá, induzindo o seu gosto ao seu povo.

Como cada lenda ou mito costuma ter sempre alguma parte de verdade, esta não é excepção. É sabido que a origem do chá remonta ao período imediatamente antes da ascensão da Dinastia T'ang ao poder, entre os anos 618 e 906.

Esta Dinastia assistiu à difusão de uma bebida feita pelos monges budistas. Esta bebida, vinda dos Himalaias, era proveniente do arbusto do chá, de nome científico Camellia Sinensis, que crescia em estado selvagem nesta cordilheira asiática.

Segundo os relatos do monge budista japonês Ennin, durante uma viagem ao Império do Meio, por volta do século IX, o chá já fazia parte dos hábitos dos chineses. Na mesma época, um monge budista chinês, de nome Lu Yu, escreveu o primeiro grande livro sobre chá, chamado Ch'a Ching, onde são descritos os métodos de cultivo e preparação usados no Império.

Foi então que o chá começou a avançar para o Ocidente, através da Ásia Central e da Rússia. No entanto, só quando os portugueses chegaram ao Oriente, nos finais do século XV, é que se começou a conhecer verdadeiramente o chá.

Nesta época, as naus portuguesas traziam carregamentos de chá até ao porto de Lisboa, ponto de onde, a maioria da carga, era depois reexportada para a Holanda e a França. Portugal rapidamente perdeu o monopólio deste comércio, apesar de ter sido um sacerdote jesuíta português o primeiro europeu a escrever sobre o chá. No século XVII, a frota dos holandeses estava muito poderosa, dando-lhes vantagem.

 

Os Benefícios do Chá

 

O chá é tradicionalmente usado, nos seus países de origem, como uma bebida benéfica à saúde em vários aspectos.

Recentemente, cientistas têm-se dedicado aos estudos dos efeitos do chá sobre o organismo, bem como conhecer melhor as substâncias que promovem esses efeitos.

Alguns estudos já demonstraram que o chá preto é eficaz como antioxidante e neuroestimulante, tendo sido aplicado em estudos contra o cancro e a epilepsia.

 


E o que chá verde demonstra propriedades músculo-relaxantes, com efeitos sobre a hipertensão e ulcerações no aparelho digestivo.

Segundo alguns textos ligados à medicina natural e ao mundo da ervanária, existem alguns chás e infusões que podem aliviar certos tipos de mal-estar.

No entanto, há que ter em conta que todos os tipos de chá são ricos em cafeína e saponinas que, quando ingeridas em excesso podem causar danos no organismo.

 

Preparação do Chá...

 

Para que o chá mantenha todas as suas propriedades e sabor, existem alguns cuidados a ter em conta.

1. Encha uma chaleira com água fresca e agite para oxigenar. Se a água da zona for muito rica em minerais (calcário, por exemplo) deverá usar-se água engarrafada.

2. Enquanto a água aquece, escalde o Bule onde irá servir o chá. Sempre que possível, opte por recipientes de porcelana ou vidro, pois não alteram o sabor do chá.

3. Quando a água começar a ferver introduza o chá. Coloque uma saqueta por chávena ou três por bule.

4. Assim que a água ferver, desligue o lume. Tenha em conta que, quanto mais água ferve, mais oxigénio perde o que diminuirá a qualidade do chá.

5. Verta o chá para o Bule e deixe repousar durante 5 minutos.

6. Se pretende preparar um chá mais forte aumente a quantidade de chá e deixe repousar por menos tempo. Deve ter sempre o cuidado de não deixar o chá repousar por mais de 6 minutos pois tornará o sabor muito amargo.

7. Agite ligeiramente o chá antes de o passar para as chávenas.

 

 

Ideias

 

Para se fazer um bom chá, deve primeiro escaldar o bule onde o vai servir.


• Conte com uma colher de chá por cada pessoa e mais uma para o bule.

• Em vez de água corrente, faça o chá com uma água mineral leve.

• Coloque uma casca seca de laranja no bule ainda vazio. O perfume da laranja dá ao chá um aroma delicioso.

• Para evitar que o chá turve, junte-lhe uma pitada de bicarbonato de sódio.

• O chá fica com um gosto especial se os cubos de açúcar forem previamente respigados com sumo de laranja ou de limão.

• Ao fazer refresco de chá, reserve uma certa quantidade para congelar. Obterá, assim, cubos gelados de chá, ideais para refrescar a bebida sem lhe alterar o sabor.

• O calor e a luz estragam o chá. Guarde-o em latas hermeticamente fechadas, colocadas em local fresco e seco. Tenha o cuidado de o guardar bem longe de produtos com cheiros fortes.

• O chá não tem qualquer valor calórico, se não adicionar açúcar.

 

Receitas

Chá com limão

1 L de chá preto
Cascas de um limão
1 cálice de conhaque
Açúcar

1. Depois de preparar o chá preto, junte as cascas de limão e deixe repousar durante 15 minutos.
2. Após esse tempo, retire as saquetas de chá preto e adicione o conhaque.
3. Por fim adoce a gosto e sirva bem quente.


Chá de laranja e anis

1 l de água
casca de duas laranjas
4 flores de anis
Açúcar ou mel q.b.

1. Leve a água ao lume com a casca de laranja e as flores de anis, deixando ferver por cerca de 3 minutos.
2. Depois desse tempo, retire o chá do lume e adoce a seu gosto, com o açúcar ou com o mel se preferir. Tape e deixe estar em infusão durante cerca de 15 minutos. Sirva bem quente.


Ski Ball

½ cálice de aguardente velha
1 colher e meia (de chá ) com açúcar
1 pedacinho de pau de canela
1 rodela de laranja
2 cravinhos
0,5 l de chá preto

1. Junte numa taça a aguardente com o açúcar e o pau de canela.
2. Espete os cravinhos na rodela de laranja e junte à mistura.
3. Deixe repousar durante alguns momentos e retire o pau de canela e a laranja.
4. Acrescente o chá preto bem quente e sirva em taças.


Chá verde com gengibre

6 colheres de sopa de chá verde
50 g de gengibre chinês
1 carambola
0,5 l de sumo de uva branca
3 colheres de sopa de xarope de gengibre
folhas de hortelã q.b.

1. Adicione às folhas de chá 7,5 dl de água a ferver e espere entre 3 a 5 minutos. Corte o gengibre em cubos pequenos. Lave a carambola e corte-a às fatias.
2. Aqueça o sumo de uva com o xarope de gengibre. Coe o chá e coloque-o num bule juntamente com o sumo de uva. Adicione o gengibre, a carambola e as folhas de hortelã-pimenta.

Fonte:cha.net

tags: ,

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds