publicado por adm | Domingo, 18 Abril , 2010, 22:47

"O melhor anti-depressivo natural que conheço é o Hipericão ou Hypericum (também conhecido como "erva de S. João"). É muito comum, nas ervanárias e comercializado em todas as formas: extracto (gotas), comprimidos, cápsulas, planta para infusão... Até lhe chamam o "Prozac" natural.
Tem uma desvantagem: induz foto-sensibilidade (sensibilidade à luz solar), pelo que não deve ser usado antes de exposição ao sol...
A aveia também é boa para tratamentos anti-depressivos. Encontra-se, nas ervanárias, em extractos (gotas), ou em misturas incluindo o hipericão ou não...
No domínio das plantas medicinais há várias que se podem usar e também existem muitas fórmulas eficientes.
Entre as plantas podemos citar: passiflora (folha de maracujá silvestre), aveia, hipericum, crataegus (pilriteiro), cidreira, camomila, flor de laranjeira...
Eu prefiro as misturas...
Também se costuma aconselhar, como calmante, a valeriana, que até é vendida em comprimidos, nas farmácias (Valdespert), mas isso é "outro departamento":
Na verdade a dosagem dos tratamentos com valeriana é crucial. Em tratamentos prolongados, com dosagens acima de 170 mg diárias, a valeriana deixa de ser eficiente, ao fim de poucos meses, e até contribui para reverter o processo, agravando-o (dizem). Além disso, em cerca de 10% das pessoas, provoca efeito contrário (costuma usar-se para dormir); isto é: provoca insónias, como é o meu caso.
Muitas pessoas se queixam de que induz pesadelos...
No entanto, é o melhor tratamento que conheço para contracção espontânea (involuntárias) dos músculos, espasmos, (tiques).
Também há quem use a tília, como calmante; mas como eu não gosto do sabor da tília...

Estou a citar, também, calmantes mas estes problemas (depressões) não se resolvem só com calmantes.
Nestas situações, os melhores resultados, com tratamentos naturais e não só, obtêm-se tomando um estimulante de manhã: guaraná, ginseng, alecrim, etc. (juntamente com o calmante, ou não), se a tensão arterial permitir, (em misturas com germen de trigo, de preferência); e um calmante, ou um ansiolítico, ou mesmo um anti-depressivo, ao fim da tarde (nas ervanárias existem estes três tipos de produtos).
Se as dosagens forem as adequadas, é remédio infalível, não apenas para desmame, mas mesmo para tratamento de estados depressivos...
O problema é que, habitualmente, neste tipo de situações, cada um tem de aprender a seleccionar e dosear o seu tratamento...

Conheci umas gotas, feitas na Alemanha, semelhantes a homeopatia mas com dinamizações baixas (D2, D3, D5...), comercializadas com a designação de "hypericum", consistindo numa mistura de extractos de várias plantas (6 ou 7) de cujas todas as pessoas louvavam os efeitos. Mas não creio que sejam fáceis de encontrar no mercado...


pesquisar neste blog
 
links